Características que determinam a qualidade das sementes.

A princípio, na lista de prioridades, podemos dizer que a semente é o principal insumo que o produtor deve ser muito rigoroso, pois as sementes contêm o material genético que determinará a produção máxima.

Características que determinam a qualidade das sementes

A qualidade das sementes é dividida em 4 atributos, que são adquiridos ou definidos na produção de sementes no campo, no processamento e armazenamento.

As características são: genética, física, sanitária e fisiológica, sendo que cada uma delas é necessária para que a semente apresente potencial no campo.

Características genéticas

Os atributos genéticos visam garantir a pureza das variedades de sementes.

Ou seja, as sementes produzidas contêm o material genético das variedades produzidas sem a influência de outras variedades.

A pureza desta variedade garante a homogeneidade das plantas no campo, caracterizada pela altura, produtividade, resistência a pragas e doenças.

Características físicas

Como pureza física do volume, é necessário quantificar: sementes puras, materiais inertes e outras sementes.

De acordo com a legislação descrita na Instrução Normativa MAPA 45/2013, cada planta tem-se representada como uma porcentagem da quantidade mínima de pureza exigida no lote de sementes.

Esta característica destina-se a garantir que o lote está livre de sementes proibidas ou nocivas e que não há danos mecânicos que enfraqueçam a germinação das sementes.

Características de higiene

As sementes são uma das portas de entrada para a doença em novas áreas, de modo que a consciência de muitos é de grande importância.

Além disso, existem patógenos como fungos e bactérias que prejudicam a germinação das sementes, causando dificuldades na formação das plantas no campo.

Nesse sentido, no manual de análise de saneamento de sementes, os cuidados primários no manejo de amostras tem-se apresentados para testar a saúde das sementes.

Dessa forma, os métodos de teste e os principais patógenos que atacam as plantas.

Características fisiológicas

A germinação e a força das sementes fazem parte dos atributos fisiológicos.

Uma vez que estão ligadas à parte metabólica da semente, que é o que avalia essa característica.

Alta germinação e resistência dão maior confiabilidade de que as sementes germinarão, emergirão e formarão plantas dentro do tempo esperado, que pode variar dependendo da planta semeada.

A germinação é avaliada em laboratório, o que representa a germinação máxima dos lotes de sementes em condições ótimas de temperatura, umidade e luz.

Já o vigor avalia a quantidade de sementes do lote, que em condições adversas, conseguirão produzir plântulas normais.

A avaliação de características fisiológicas por meio de testes de germinação e testes de resistência reflete o potencial que as sementes de lotes têm na criação de estandes adequados no campo.

Esses atributos mencionados acima devem estar na lei para cada cultura.

A regulamentação das principais culturas produzidas no Brasil, que regulamenta a padronização e o comércio de sementes, pode ser encontrada na Norma MAPA da Portaria 45/2013.

Por fim, este regulamento oferece os padrões mínimos exigidos para pureza, consciência, separação dos locais de produção de sementes para evitar a contaminação genética, germinação e vida útil dos testes de germinação para cada planta.

Joaquim Carvalho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
×
Available for Amazon Prime